Sexta-feira, 26 de Novembro de 2004

O pior mal do mundo

infor.jpg

Outro dia, em amena cavaqueira com um amigo, aqui no Olimpo, dissertávamos sobre algo irrefutável e verdadeiro.
A puta da ignorância é o pior mal do mundo. Devasta populações inteiras, dizima sociedades, ceifa vidas!
O exercício é fácil e rápido. Pensem na quantidade de mortes, desastres, calamidades etc e tal que nos chegam todos os dias através dos media e tentem decifrar o motivo.
Acidentes rodoviários- ignorância pura e dura por parte dos condutores. Ou porque desconhecem o código da estrada (ignorância pura), ou porque pensam que só acontece aos outros (ignorância dura).
Mortes por doenças infecto-contagiosas e afins- mais uma vez se repete a história. Ou ignorância pura ou o “só acontece aos outros”.
Instabilidade das sociedades- Motivo mais uma vez da ignorância da “populaça” quando vai nas histórias “d’eles” e lhes dá os votos.
Guerras- ignorância número um da tabela. Guerra é significado de sofrimento, devastação, doenças, morte etc. Mais ignorante que isto, não sei o que seja.
E por ai fora.


Vivemos a era da informação, é o que se diz. Pessoalmente tenho muitas dúvidas.


ignoti nulla cupido
(Ao ignorante nenhum desejo)


Fiquem bem,
publicado por Zeus às 09:13
link do post | comentar | favorito
|
18 comentários:
De Anónimo a 12 de Dezembro de 2004 às 19:46
Pois, a ignorância é mesmo um dos piores males, e quando associada à sua amiga estupidez então...
Mas, para deixar um comentário mais "olímpico", deixo uma citação de Isaac Asimov (é de memória, espero que esteja correcta): "Contra a estupidez, os próprios deuses lutam em vão".

PS - já agora, publicito o meu blog - http://whatamidoinghere.blogs.sapo.ptchatwinesque
</a>
(mailto:chatwinesque@sapo.pt)


De Anónimo a 30 de Novembro de 2004 às 12:48
adoro seu blog. hoje não posso escrever muito mas volto em breve
beijosingrid
(http://naweb.info/amusedtodeath)
(mailto:ingrid_miler_valiengo@hotmail.com)


De Anónimo a 30 de Novembro de 2004 às 08:29
Agradeço e retribuo a visita ao meu blog. Na era da informação o sapo insiste em ignorar os seus clientes e prestar um mau serviço. Um abraço;)aflores
(http://omeublog2004.blogs.sapo.pt)
(mailto:albertoflores1957@sapo.pt)


De Anónimo a 29 de Novembro de 2004 às 19:59
De facto a ignorância tem sido a causa de muitas desgraças.Mas o conhecimento também não é inocente.pensa nas bombas nucleares, por exemplo.Nor
(http://nadaesperes.blogs.sapo.pt/)
(mailto:norblogue@sapo.pt)


De Anónimo a 29 de Novembro de 2004 às 18:36
Gostei...mas nós pensamos que só acontece aos outros!!! Voos docesBorboleta
(http://devaneiosconstantes.sapo.pt)
(mailto:devaneiosconstantes@sapo.pt)


De Anónimo a 28 de Novembro de 2004 às 21:11
1) Quanto á informação propriamente dita, digamos que é uma faca de dois gumes: tanto é positiva a liberdadde de expressão e a melhoria e a diversidade dos media, como é perigoso o poder excessivo de quem controla todos estes meios. Por vezes somos vítimas de informação parcial que é tudo, menos informação.

2) Quanto à sociedade ocidental, continua-se de facto a viver a vida, o momento, mas pensoq ue este tipo de comportamento prende-se mais a sociedades com a nossa. Nos paises nórdicos da Europa, a vida é muito mais controlada pelo próprio comportamento que já está enraizado e pelas regras impostas.Conchita
(http://diariodeconchita.blogspot.com)
(mailto:conchita_marquez@aeiou.pt)


De Anónimo a 28 de Novembro de 2004 às 20:30
A ignorância é a princi+pal causa de desgraça no mundo...polittikus
(http://polittikus.blogspot.com)
(mailto:pp@sapo.pt)


De Anónimo a 28 de Novembro de 2004 às 20:12
eu tambem ando a pensar muito na importancia da educaçao! concordo a 100% com o teu artigo! beijossofia
(http://culturajovem.blogs.sapo.pt)
(mailto:omeublog1@sapo.pt)


De Anónimo a 28 de Novembro de 2004 às 20:12
eu tambem ando a pensar muito na importancia da educaçao! concordo a 100% com o teu artigo! beijossofia
(http://culturajovem.blogs.sapo.pt)
(mailto:omeublog1@sapo.pt)


De Anónimo a 27 de Novembro de 2004 às 23:37
Intenso!E com muito o que se lhe diga!
Sei que tenho andado “fugida”: muito trabalho e algumas preocupações de ordem familiar. Abraço, WB
whiteball
(http://www.mocho.weblog.com.pt)
(mailto:isabelsmartins@netvisao.pt)


Comentar post