Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2005

Os nossos pensamentos

pensador.bmp

Nesta altura festiva, de júbilo, é comum deixarmos os nossos pensamentos fugir para aqueles que por este ou aquele motivo estão sós, doentes, sem abrigo, aqueles para quem a vida foi ingrata.
Comodamente sentados no sofá lá de casa, olhamos para a televisão que passa a reportagem dos sem abrigo e entre um suspiro ou outro, lá cumprimos a nossa missão, permitindo que os nossos pensamentos lhes sejam dirigidos.

Infelizmente, o pensamento não afecta nem modifica nada. O acto de nos lembrarmos dos outros não tem qualquer acção sobre os que de facto sofrem. Será porventura egoísta, para nossa própria satisfação, é concerteza um louvor ao egocentrismo que existe em cada um. Mas reconforta-nos o espirito e a alma pensarmos nos desafortunados e pobres de espirito nestas alturas.

E a “eles”?. Nada, simplesmente não acontece nada. Os nossos pensamentos não aquecem nem arrefecem, não dão carinho não acabam com a solidão, não aniquilam o sofrimento. E mesmo que a concentração de tamanha energia vinda do pensamento de cada um tivesse algum efeito sobre os desafortunados ela acabaria num dia ou dois, que é normalmente o tempo que cada um despende nestas alturas para pensar nesses assuntos.

Felizmente existem alguns, poucos, que não se limitam à arte de pensar! Existem mortais que despendem e prescindem dos seus gozos familiares para andar pelas ruas e ajudarem os outros a passarem o tempo dos pensamentos dos outros duma forma mais agradável. Pelo menos uma vez por ano.

Pernicies homini quae maxima? Solus homo alter
(Qual é o maior flagelo do homem? Outro homem)


Feliz Ano Novo
publicado por Zeus às 11:08
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De Anónimo a 2 de Fevereiro de 2006 às 18:21
portanto: pensaou o divino, que melhor seria, nem que por uma vez ao ano, ser um simples mortal solidário. Contudo, pensou...Joao
(http://forademim.blogspot.com/)
(mailto:fora@mim.pt)


De Anónimo a 13 de Janeiro de 2006 às 10:54
Sem dúvida que tens razão. Eu tenho-me refugiado na desculpa de que ajudando a minha família já contribuo para minorar os problemas do mundo, mas... se todos fizessemos apenas isso, já seria bom não é?
Revi recentemento o filme "Favores em cadeia".
Poderíamos todos começar assim...
Beijokas e um excelente 2006!
Que Zeus nos ajude a ter um ano melhor :)Betty
(http://desfolhada.blogspot.com)
(mailto:ferreiraelisabete@hotmail.com)


De Anónimo a 9 de Janeiro de 2006 às 13:32
Vida inteligente na net.
As pessoas só pensam na caridade e em pessoas piores que elas porque assim foi dito, que quem se importar ( ou pelo menos fingir ) ganha um lugarzinho no céu...

" viu como eu sou boazinha Zeus... hoje eu pensei nos menininhos do sinal..."Ana
(http://www.vidabandidavida.weblogger.com.br)
(mailto:ana@hotmail.com)


De Anónimo a 6 de Janeiro de 2006 às 10:33
A renovação é uma constante da vida... Bom ano!Carlos Tavares
(http://o-microbio.blogspot.com)
(mailto:carlos.roquegest@mail.telepac.pt)


De Anónimo a 5 de Janeiro de 2006 às 07:04
eu ajudo uma familia. e tu?trintapermanente
(http://www.iogaddict.blogspot.com)
(mailto:ola1970@sapo.pt)


De Anónimo a 1 de Janeiro de 2006 às 01:00
Senhor do Olimpo venho deixar-te um beijo já em 2006! Feliz Ano Novo!Maria Papoila
(http://apapoila.blogs.sapo.pt)
(mailto:mantosilva@sapo.pt)


De Anónimo a 29 de Dezembro de 2005 às 11:47
O comentário em cima é meu, querido Zeus. RuthRuth
</a>
(mailto:ruth_blonde@sapo.pt)


De Anónimo a 29 de Dezembro de 2005 às 11:46
Gandre reflexão nos deixas neste final de ano. Feliz Ano de 2006 para ti querido Zeus.
</a>
(mailto:ruth_blonde@sapo.pt)


De Anónimo a 28 de Dezembro de 2005 às 15:07
Gostei imenso de passar algum tempo a ler-te. Acho este "pensamento" muito verdadeiro e real. Bravo mestre do Olimpo. Beijinhos da GilMenina Gil
(http://www.gil.pt)
(mailto:)


De jueguitos a 14 de Julho de 2008 às 02:15
.


Comentar post