Quarta-feira, 10 de Novembro de 2004

Querer é poder

A pintura é de Miguel Claro


abstracto.jpg


A inércia e a vida rotineira leva por vezes os mortais a esquecerem um poder excepcional que lhes foi atribuído.
O poder lutar por algo que queiram mudar ou que desejem. A capacidade que têm de aceitar desafios, de decidirem qual o rumo que pretendem na vida, ou as decisões a tomar em algumas situações.
Infelizmente, muitos (mortais) não sabem ou não utilizam este dádiva divina. Uns porque simplesmente têm medo e preferem esconder-se nos seus casulos, outros não foram induzidos (educados) a utilizarem esta capacidade. Preferem por isso, viver no abstracto.


aures habent et non audiunt
(têm ouvidos e não ouvem)


Fiquem bem,

publicado por Zeus às 10:57
link do post | comentar | favorito
|
11 comentários:
De Anónimo a 13 de Janeiro de 2005 às 11:23
Às vezes as obras abstractas são as que têm maior valor. É preciso é ter olhos de artista para saber o que transmite a tela.
Quantas obras abstractas, quantos casulos escondem aos olhos de quem não sabe ver, apenas olhar, maravilhas do mundo? Pensa Zeus. Nem só de quadro colorido paisagistico e animado saí uma grande obra!Raquel
</a>
(mailto:raquelc.soares@sapo.pt)


De Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 23:00
Ao ler este texto, lembrei-me que tenho uma ou duas decisões para tomar :))betty
(http://desfolhada.blogspot.com)
(mailto:ferreiraelisabete@hotmail.com)


De Anónimo a 12 de Novembro de 2004 às 17:41
Na minha opinião por vezes o ser humano acomoda-se com s consciencia de que se está a acomodar,creio que por vezes é mesmo medo de tomar certas decisões ou encarar certas situações!
Bjos,
fica bembarmaid
(http://www.barmaid.blogs.sapo.pt)
(mailto:hvkh@sapo.pt)


De Anónimo a 11 de Novembro de 2004 às 13:37
Ou talvez porque a realidade é difícil de enfrentar e é mais fácil ir vivendo na ignorância.....é o comodismo!inconfidente
(http://inconfidencias.blogs.sapo.pt)
(mailto:inconfidencias@sapo.pt)


De Anónimo a 11 de Novembro de 2004 às 11:32
E poder é querer...Carlos Tavares
(http://o-microbio.blogspot.com)
(mailto:carlos.roquegest@mail.telepac.pt)


De Anónimo a 10 de Novembro de 2004 às 18:41
Achas!?Nuvem
(http://diariodumassistente.blogspot.com)
(mailto:ola1970@sapo.pt)


De Anónimo a 10 de Novembro de 2004 às 18:35
É bonita, a pintura.

Muitas vezes é complicado lutar. Acredita que chega a uma altura em que a pilha acaba...Conchita
(http://diariodeconchita.blogspot.com)
(mailto:conchita_marquez@eiou.pt)


De Anónimo a 10 de Novembro de 2004 às 15:03
Uma das minhas máximas ;-) A pintura é lindissima.

Beijo lá do BosqueRobina
(http://bosquedarobina.blogspot.com/)
(mailto:hotlulu@iol.pt)


De Anónimo a 10 de Novembro de 2004 às 12:10
É mais facil viver apenas com o que a vida nos trás do que ir á procura, porque essa procura dá trabalho, e porque o trabalho faz-nos gastar energia, energia que ja nao temos com a vida que levamos. Concordando em absoluto com o texto admito que muitas vezes me remeto á acomodaçao e espero apenas que momentos melhores venham, tendo por vezes como disse a Borboleta medo da mudança. Como eu sei que muita gente é assim...
Morcego
(http://caderno-do-morcego.blogspot.com/)
(mailto:)


De Anónimo a 10 de Novembro de 2004 às 11:15
O ser humano acomoda-se constantemente com o medo da mudança... é uma realidade diária!! Voos docesBorboleta
(http://devaneiosocnstantes.blogs.spao.pt)
(mailto:devaneiosconstantes@sapo.pt)


Comentar post