Sexta-feira, 5 de Novembro de 2004

Agarrem os momentos

A imagem é de Carlos Paez Vilaró, um artista do Uruguai.

pintura.jpg


Vão surgindo na vida dos mortais, uns duma forma mais perceptível, outros nem tanto. Uns mais felizes outros nem por isso. Uns planeados, outros inesperados. São os momentos que tornam a vida dos mortais tão diferente e maravilhosa.
Do nascer ao por do Sol, eles estão à nossa volta. Quando nos sentimos felizes, é porque agarramos um deles (momentos). Muitas das vezes sem nos apercebemos. O difícil e complicado é mante-los agarrados, não deixa-los fugir, aproveitá-los enquanto sabem bem. Infelizmente, a maior parte deles não passam do que são. Momentos.
Por vezes, muito raramente, um momento torna-se eterno.

Celebremos então os nossos momentos, os passados, presentes e os vindouros.

semel emissum volat irreparabile verbum
(a palavra uma vez pronunciada voa irreparável)


Fiquem bem, um óptimo fim de semana para todos vós,
publicado por Zeus às 10:59
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Anónimo a 5 de Novembro de 2004 às 16:58
O teu texto fez-me uma certa nostalgia. Porque não podem os momentos bons ser prolongados?...

Bom fds, Zeus ;-)Robina
(http://bosquedarobina.blogspot.com/)
(mailto:hotlulu@iol.pt)


De Anónimo a 5 de Novembro de 2004 às 14:15
infelizmente os melhores momentos sao aqueles que nem damos por eles e ja passaram... beijos e bom fim-de-semana para ti tambemsofia
(http://culturajovem.blogs.sapo.pt)
(mailto:omeublog1@hotmail.com)


De Anónimo a 5 de Novembro de 2004 às 13:53
O momento vale sempre a pena desde o momento que começa até o momento que acaba :-)Nuvem
(http://diariodumassistente.bolgspot.com)
(mailto:ola1970@sapo.pt)


De Anónimo a 5 de Novembro de 2004 às 13:23
Posso viver uma eternidade sem viver um único momento que me marque. Mas acho que por um simples momento me marcou para toda a eternidade!Raquel
</a>
(mailto:raquelc.soares@sapo.pt)


De Anónimo a 5 de Novembro de 2004 às 12:40
Muitas vezes quando me acontece algo de que gosto, digo: - tive o meu momento!trintapermanente
(http://equilibrioinstavel.blogspot.com)
(mailto:ola1970@sapo.pt)


De Anónimo a 5 de Novembro de 2004 às 12:01
Mas quando se torna eterno, nunca mais se esquece!!! Voos doces adorei o texto!!Borboleta
(http://devaneiosocnstantes.blogs.sapo.pt)
(mailto:devaneiosconstantes@sapo.pt)


Comentar post