Segunda-feira, 31 de Maio de 2004

Simplesmente mortal

terra.jpg

Muitas vezes os mortais não se apercebem da maravilhosa condição que possuem..a de ser simplesmente mortal.
Passam a maior parte da vida preocupados com problemas corriqueiros aflições e afins e esquecem-se que o simples facto de estarem vivos é a maior dádiva que algum deus lhes pode ter conferido.
A maravilhosa experiência de ser mortal..o poder relacionar-se com os outros, o facto de comunicar e interagir com seres semelhantes, de poder amar, odiar, gostar, detestar..faz dos mortais humanos uns seres especiais e únicos.
Por vezes não têm noção do que é na verdade ser mortal..a experiência do nascimento, do crescimento do envelhecimento o acumular de situações e experiências que vão definindo cada ser como um indivíduo. É fantástico e triste ao mesmo tempo pois muitos não dão sequer importância ou valor.
Imaginem com quantos outros seus semelhantes interagiu um mortal se no final da sua vida fosse feita uma contagem, não é fantástico?

É uma experiência única, que mesmo eu, Zeus gostaria de partilhar..não fosse imortal..e o tempo para mim não passar dum simples relógio que unicamente faz tique tac tique tac marcando um compasso infinito.
Não esqueçam que Zeus era, foi, o Deus grego..depois nasceu o outro fulano e as crenças religiosas deixaram de recair sobre mim...um deus e seu filho muito mais correctos sem borgas nem orgias bigamias, trigamias, enfim gaijas e deusas. Por um lado até que gostei..deixei de me preocupar tanto com os demais e passei a olhar mais para mim, coisa que muitos mortais deveriam fazer.


homo sum et nihil humani a me alienum


(Sou homem e nada do que é humano me é estranho)

O som hoje é para todos, Maria Bethânia, Liberdade

Aproveitem bem meus caros, deixem-se de merdas!
publicado por Zeus às 10:56
link do post | comentar | favorito
|
23 comentários:
De Anónimo a 18 de Junho de 2004 às 20:58
Escreves de carassas!
Adoro ler-te.Ó grande deusRolissa
</a>
(mailto:Rolissa@sapo.pt)


De Anónimo a 1 de Junho de 2004 às 23:42
Com a temperatura que tens no Olimpo,e tendo sido substituido por outro que te tirou a maior parte do trabalho, serás sempre o deus supremo, aquele que muita gente gostaria de ser. Um abraçoamita
(http://brancoepreto.blogs.sapo.pt)
(mailto:amitaf324@hotmail.com)


De Anónimo a 1 de Junho de 2004 às 05:33
lá está o Senhor a ter razão outra vez...!
concordo plenamente!
http://wordistramoco.blogs.sapo.ptTó Boinas
</a>
(mailto:gothtikdraven@sapo.pt)


De Anónimo a 1 de Junho de 2004 às 05:24
É Zeus, Felizmente ou infelizmente, não sei bem, mas a única certeza que temos nesta vida é que somos mortais. Portanto vamos viver da melhor forma possível. Beijos da IntensivaINTENSIVA
(http://contosefantasias.blogs.sapo.pt/)
(mailto:inttensiva@sapo.pt)


De Anónimo a 1 de Junho de 2004 às 03:00
Quem trabalha com saúde sabe que a vida está por um fio, não sabemos exatamente o que a sustenta ou extingue. Viver é realmente uma dádiva. Belo post, caro Zeus.Nazir Zaied
(http://nazirzaied.blogs.sapo.pt)
(mailto:nazir_zaied@yahoo.com.br)


De Anónimo a 1 de Junho de 2004 às 00:06
E que bom é estarmos vivos!Cá por mim, faço o que posso para nunca me esquecer dessas coisas positivas!BeijosMWoman
(http://devaneio.blogs.sapo.pt/)
(mailto:siilvam@hotmail.com)


De Anónimo a 31 de Maio de 2004 às 20:40
Não fosses tu Zeus...Afrodite
(http://equilibrioinstavel.blogspot.com)
(mailto:ola1970@sapo.pt)


De Anónimo a 31 de Maio de 2004 às 19:34
Belissímo texto e uma grande liçao de vida para quem nao a sabe aproveitar...
Ha que aproveitar todos os momentos...
Os bons e os menos bons, todos eles fazem parte do nosso caminho e com eles aprendemos bastante...Umas vezes caímos mas voltamo-nos a erguer e damos mais uns passos traçando o nosso destino...
E como é bom viver!
Beijo enorme*meialua
(http://meialua.blogs.sapo.pt)
(mailto:luamagica@hotmail.com)


De Anónimo a 31 de Maio de 2004 às 19:17

Xiiiiiiiii, já levei na cabeça. Zeus não nos quer ver tristinhos!!! Ok, eu prometo amanhecer com um positivismo de ferro, ou os raios de Vulcano ainda me caem em cima. Ó Zeus, agora também te digo eu: deixa-te de coisas, que mesmo apreciando a vida e dando-lhe supremo valor, todos nós temos momentos em que vemos tudo assim um bocadinho menos azul... E não significa que adoptemos como filosfia de vida a contricção, a depressão, a procura incessante do que não temos...
(embora haja quem o faça, claro, e parece ser mesmo esse "le mal du siècle"...)

HajaZeus!!!!!!!!!

Beijinho mortal

deSaraComAmor
(http://oblogdalibelua.blogs.sapo.pt)
(mailto:deSaracomAmor@sapo.pt)


De Anónimo a 31 de Maio de 2004 às 18:46
tenho de te mostrar o meu amargo:)

"passei a olhar mais para mim, coisa que muitos mortais deveriam fazer."
era bom não era?é triste ver o vazio das pessoas, tentam preenche-lo com a vida das outras pessoas e depois para não se sentirem mal, desfocam a realidade em seu favor. Muito triste, muito comum.
Acabei de falar de religião na pecola, em ti acredito Zeus. A religião vejo-a como uma necessidade humana para explicar o desconhecido,por mim desde que andem todos felizes e não incomodem ninguem tudo bem. Acreditem no que quiserem, agora utilizá-la para outros fins, extremismos, hipocrisias,...agora sou eu que digo Deixem-se de merdas.
ccc
(http://www.sofrega.blogspot.com)
(mailto:sofrega@sapo.pt)


Comentar post