Terça-feira, 25 de Maio de 2004

Coisas simples e banais

CASLA7O1.jpg

Os mortais têm por principio esquecer e não dar importância às coisas simples e banais da vida. Raramente olham à sua volta e param para deslumbrar e contemplar um pequeno acontecimento banal, sem significado, daqueles que acontecem todos os dias, como o nascer e o por do sol. Ele está lá todos os dias e isso é que interessa.
Normalmente esquecem-se de dar a saudação (os bons dias) ao vizinho que encontram no elevador ou à pessoa que se cruza na rua e é do mesmo bairro ou da mesma zona, aquelas pessoas que conhecemos só de vista.
Raramente se lembram de respeitosamente cumprimentar o ansião (velho) que se cruza no caminho e o qual merece todo o nosso respeito e carinho.
Olhar para a magnificência duma borboleta poisada na flor do canteiro da rua não faz parte dos costumes mortais, talvez porque o animal paire sobre a flor que está ao lado da lata vazia e amachucada de refrigerante e o seu pedúnculo coexista ao lado do cocó (da merda) que as mascotes dos mesmos fazem na rua, mas mesmo assim, ninguém repara num milagre da natureza como este.
Esquecem-se muitas vezes que um “olá,” um “bom dia” um sorriso nos lábios pode mudar a vida ou o estado de espirito dum seu semelhante, uma pequena importância com grande significância.
É muito mais apetecível olhar para a roupa da amiga ou do amigo, deslumbrar o carro do vizinho ou do colega e dissertar sobre as “gaijas” que o galã da zona anda a comer ou os “gaijos” que a cabra da chefe, da amiga ou a fulana da revista vip anda a sair.
A vaidade e a opulência por vezes corrompe e corrói o espirito dos mortais ocultando as coisas simples e banais da vida.
Normalmente só dão importância a tais banalidades quando algo de catastrófico lhes acontece na vida, e nesse caso, tudo o que é pequeno e sem importância passou de nível e passam a contemplar tais insignificâncias.

vanitas vanitatum et omnia vanitas



Vivemos não em proporção ao número de anos que passámos na terra, mas sim em proporção ao que desfrutámos.
“Henry David Thoream”



Hoje vamos ouvir uma melodia carregadinha de sensualidade, purple rain do Prince

Cumprimentos celestiais para todos vós
publicado por Zeus às 09:36
link do post | comentar | favorito
|
22 comentários:
De Anónimo a 27 de Maio de 2004 às 18:29
Somos tão pequeninos e a vida tambem o é, se nos distrairmos a vida ja passou e nós ainda estamos a espera do melhor momento para fazer aquilo que gostamos, queremos, sonhamos.Afrodite
(http://equilibrioinstavel.blogspot.com)
(mailto:ola1970@sapo.pt)


De Anónimo a 27 de Maio de 2004 às 18:28
Somos tão pequeninos e a vida tambem o é, se nos distrairmos a vida ja passou e nós ainda estamos a espera do melhor momento para fazer aquilo que gostamos, queremos, sonhamos.Afrodite
(http://equilibrioinstavel.blogspot.com)
(mailto:ola1970@sapo.pt)


De Anónimo a 26 de Maio de 2004 às 05:29
Boa escolha Zeus...há imenso tempo que não oiço Purple Rain :).É verdade sim o que dizes quanto ás pequenas coisas da vida...beijinhos,volto amanhã que hoje é muito tarde e o meu colchão é uma das pequenas coisas a que vou dar importancia neste momento :)Lara
(http://musicaportuguesa.blogs.sapo.pt)
(mailto:beduda@hotmail.com)


De Anónimo a 26 de Maio de 2004 às 01:56
Admiro a tua lucidez, Zeus :-)Dora
(http://levementerotico.blogs.sapo.pt/)
(mailto:ledamadrugada@yahoo.com)


De Anónimo a 25 de Maio de 2004 às 23:30
Ainda bem que ainda há pessoas que conseguem perceber a importancia de um sorriso qd se esta triste mesmo para uma pessoa q desconhecemos.. o admirar das coisas simples sem duvida nao só contempla-las mas sobretudo agradecer a sua existencia ... por isso eu agradeço a tua um zeus sim mas que viveu o melhor da vida em coisas simples como as mulheres humanas sem poderes... simples :)beijocasSonhoDeAnjo
(http://tempo.blogs.sapo.pt)
(mailto:soniapereiraa@hotmail.com)


De Anónimo a 25 de Maio de 2004 às 21:15
Adorei a imagem... a borboleta é vista como um símbolo de felicidade. Observar como ela é fragil e se assusta ao menor movimento brusco faz-nos compreender porque tantas vezes deixamos fugir a felicidade por entre os dedos. Aí no Olimpo tendes borboletas? ;) beijoMaria
(http://acozinhadamaria.blogs.sapo.pt)
(mailto:acozinhadamaria@sapo.pt)


De Anónimo a 25 de Maio de 2004 às 20:58
são pormenores sob o qual raramente reflectimos...infelizmente! pequenas (grandes) coisas que nos fariam sentir bem se lhes dessemos mais importância. Muito bem pensado, palmas!Magnolia
(http://www.torraodeacucar.blogs.sapo.pt)
(mailto:ISARI1@sapo.pt)


De Anónimo a 25 de Maio de 2004 às 18:15
Olá, Zeus!Como não poderia concordar mais contigo, aqui fica o meu cumprimento cordial e um enorme sorriso...:)Votos de um final de dia feliz!BeijosMWoman
(http://devaneio.blogs.sapo.pt/)
(mailto:siilvam@hotmail.com)


De Anónimo a 25 de Maio de 2004 às 17:17
Vim atraida pela melodia, sem duvida simples mas muito bela.
Um bejinho dado de uma forma, simples :-)Robina
(http://bosquedarobina.blogspot.com/)
(mailto:hotlulu@iol.pt)


De Anónimo a 25 de Maio de 2004 às 17:11
{marcando presença ... sempre ... um grande abraço}o5elemento
(http://o5elemento.blogs.sapo.pt/)
(mailto:o5elemento@sapo.pt)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Emoções

. Melhor Mãe do Mundo

. Cavatina

. Espelho

. Devotos

. Mas...

. Renascer

. Regras do Jogo

. Os nossos pensamentos

. Caminhos

.arquivos

. Outubro 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds