Quarta-feira, 14 de Setembro de 2005

É muito giro e tal...

aviao-2.jpg

Tudo na vida tem os seus prós e contras, afinal, é simplesmente uma questão de equilíbrio de duas forças. No entanto a maior parte das vezes e com o passar do elemento tempo, um dos lados tende a pesar mais.

É o caso das profissões. Para muitos ser isto ou aquilo não passa dum sonho e pouco mais que isso, para outros nem tanto. No entanto, mesmo aqueles que profissionalmente se sentem realizados mais tarde ou mais cedo acabam por se sentir num dos pratos da balança.
As profissões deveriam satisfazer em pleno o espirito e a alma dos mortais. Deveriam, é o termo certo. Vejamos alguns casos;

Um piloto de aviação comercial. É muito giro e tal, mas após alguns anos, a rotina dos aeroportos, das rotas traçadas, das ausências de casa da família, dos amigos começam a provocar efeitos nefastos.

Um agente da autoridade. É muito giro e tal, mas após alguns anos, toda a aventura, o risco inerente se desvanece, também ai a rotina se instala, juntamente com a bela da barriguinha, essa malvada que não permite que o corpo tenha a mesma resposta física de outrora.

Um médico. É muito giro e tal, mas após alguns anos, o ambiente hospitalar, ou mesmo da clinica privada onde trabalha torna-se monótono. É certo que cada caso é um caso, mas afinal de contas a vida não se restringe unicamente ao trabalho.

Um juiz. É muito giro e tal, mas ao fim de uns anos todo aquele ambiente de tribunais, pilhas de processos bafientos, quebram o ânimo mesmo do mais dedicado e apaixonado.

E por ai fora...

E que tal uma mudança? É complicado. As pessoas especializam-se numa área. A sorte é que os mortais têm o poder de se conformar.


Anima laborantis laborat sibi
(A alma do que trabalha, para si trabalha)


Fiquem bem,


Post scriptum; se repararem está um ovni na imagem, mas é só para despistar.
publicado por Zeus às 11:31
link do post | comentar | favorito
|
16 comentários:
De Anónimo a 18 de Setembro de 2005 às 19:09
Mas será que temos mesmo de nos conformar? Será que passamos uma vida inteira a pensar no que poderíamos fazer? Temos de investir na nossa vida, por isso mesmo que "ela" é. É nossa e acaba-se um dia. Por isso aproveitemos enquanto cá estamos. E mais não digo...Jorge Ai
(http://jorgedomingues.blogspot.com)
(mailto:jorge.ai@clix.pt)


De Anónimo a 16 de Setembro de 2005 às 11:14
Este post está "muito giro e tal..."... Bom fim de semana! :-)Carlos Tavares
(http://o-microbio.blogspot.com)
(mailto:carlos.roquegest@mail.telepac.pt)


De Anónimo a 16 de Setembro de 2005 às 00:13
Ao fim de oito anos de rotina... demiti-me!A Montellano
(http://chezmontellano.blogspot.com)
(mailto:s_montellano@hotmail.com)


De Anónimo a 15 de Setembro de 2005 às 19:11
ZEUS ATÉ O AMOR QUE É O MAIOR E MELHOR SENTIMENTO DO MUNDO TEM CONTRA INDICAÇÕES..................................ZEUS para um Deus estás muito péssimista.
Nem tudo é assim tão mau alguns ainda conseguem sentir realização pessoal no que fazem...concordo que na maioria se sentem perdidos nesse mundo que é a insatisfação... mas tb temos de admitir que muitos é por falta de objectivos pessoais.
Quando escolhemos o nosso caminho como profissionais competentes sabemos que nem tudo vão ser rosas...e que em certos momentos
nos vamos sentir cansados mas para compensar teremos outras em que nos sentiremos uteis e orgulhosos do que fazemos ...olha so o caso de alguns bombeiros , imaginas a sensação que devem ter quando conseguem travar o medonho fogo salvando centenas de vidas e bens; e o caso de médicos e enfermeiros? é lógico que existirão muitos dias em que se devem sentir desesperados e cansados do caminho escolhido...mas não achas que a compensação de salvar uma vida e ver a gratidão nos olhos de um doente e das familias compensa esses momentos?
Acho que todos nós temos os momentos altos e baixos na vida , e quer sejamos médicos professores varredores camionistas etc..etc.. teremos sempre aqueles instantes em que desejariamos fugir ... mas depois existem os momentos que ultrapassam tudo o que de mau nos passa pela mente. Sabes quando estou cansada de ensinar que é o que faço visto que sou educadora de infancia....lembro-me sempre das sábias palavras da madre Teresa de Calcutá:.............
A vida é uma oportunidade, aproveite-a...........
A vida é beleza, admire-a........................
A vida é felicidade, deguste-a...................
A vida é um sonho, torne-o realidade.............
A vida é um desafio, enfrente-o..................
A vida é um dever, cumpra-o......................
A vida é um jogo, jogue-o........................
A vida é preciosa, cuide dela....................
A vida é uma riqueza, conserve-a.................
A vida é amor, goze-o............................
A vida é um mistério, descubra-o.................
A vida é promessa, cumpra-a......................
A vida é tristeza, supere-a......................
A vida é um hino, cante-o........................
A vida é uma luta, aceite-a......................
A vida é aventura, arrisque-a....................
A vida é alegria, mereça-a.......................
A vida é vida, defenda-a.........................ana luar
(http://aromademulher.blogs.sapo.pt/)
(mailto:luar_zita@msn.com)


De Anónimo a 15 de Setembro de 2005 às 16:57
Bem aja, Zeus.
E antes de mais, parabéns pelo teu excelente blog.
Bom, quanto à questão da rotina, a nossa vidinha pelos vales do Olimpo, é caso para se dizer: há rotinas e rotinas. Se me perguntarem, por exemplo, se preferiria a rotina de um piloto de aviação comercial (creio que a foto até veio a propósito)que ao fim da sua vida fez um milhão de quilómetros, ou a rotina de um carpinteiro que ao fim da sua vida pregou um milhão de pregos... qual escolherias poderoso Zeus?
Então, a rotina não tem nada a ver com aquilo que se faz?
Lembro-me assim de repente de um homem que deixou de beber por estar cansado de beber sempre na mesma fonte, e morreu à sede. Mas há mais fontes!, ó poderoso Zeus.esta verdade
</a>
(mailto:estaverdade@sapo.pt)


De Anónimo a 15 de Setembro de 2005 às 12:14
Por coincidência ou não, falaste de 4 profissões que são essenciais ha sociedade. Transportes, segurança, saude e justiça! Isso é campanha para as eleições? Um abraço Zeus do OlimpoTino
(http://www.tino.com)
(mailto:)


De Anónimo a 15 de Setembro de 2005 às 11:05
Zeus o teu post é muito giro e tal mas peca por defeito. todas as profissoes/ actividades perdem a graça e tornam-se monotonas. acho que sim. deve haver mudanças now and than. Ah! o Zeus é muito ansioso. deve aguardar que o video la no meu cantinho carregue. trintapermanente
(http://www.malmenos.blogspot.com)
(mailto:ola1970@sapo.pt)


De Anónimo a 15 de Setembro de 2005 às 10:56
penso k não acontece com toda a gente, mas as pressões excessivas acabam gerando esses desconfortos/desfasamentos. Bjs e ;)TMara
(http://estranhosdias.blogspot.com/)
(mailto:Tostimara@gmail.com)


De Anónimo a 15 de Setembro de 2005 às 10:52
Oi
Gostei mt do blog:) e sim concordo...eu por exemplo não estou no curso k keria em primeira opção, estou feliz por estar nakele curso k foi sempre a minha segunda a opção, mas uma pessoa fika sempre a pensar:" eu era mais feliz se tivesse entrado nakele k eu realmente keria". seja como for, eu tou feliz e espero um dia sentir-me realizada!
*Ana* http://osoldosmeussonhos.blogs.sapo.ptAna(Blackrosen)
(http://osoldosmeussonhos.blogs.sapo.pt)
(mailto:anabelag_2@hotmail.com)


De Anónimo a 15 de Setembro de 2005 às 10:40
(Vou ser má...ou talvez não)
Mas quando qualquer dos humanos que pratique qualquer das belissimas profissões que mencionaste se fartar, temos sempre muita mata para limpar e terra para cavar... :DBorboletaAssanhada
</a>
(mailto:borboleta_assanhada@sapo.pt)


Comentar post