De Anónimo a 24 de Janeiro de 2006 às 14:56
Senhor do Olimpo este poema é belo mas deixa-nos que como um travo amargo de saudade da conquista. "...Ausente, pues en ti siempre yo estoy./
No busques lo que tienes encontrado./
Mañana me veras sendo el que soy;/
y soy quien buye para ser amado."
(Virgilio Piñera) Beijo
Maria Papoila
(http://apapoila.blogs.sapo.pt)
(mailto:mantosilva@sapo.pt)


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.